Blog

Produzimos, organizamos e distribuímos conhecimento para o seu negócio obter os melhores resultados da Internet

Por que supermercados devem investir em marketing digital?

Vivemos hoje o que muitos estudiosos e pesquisadores definem como a “Era da informação”. Acompanhar todas as novidades, tendências e mudanças não é tarefa fácil, mas é questão de sobrevivência para as empresas que querem conquistar clientes

A presença das empresas na internet pode ser percebida facilmente. Basta observar as redes sociais, o e-mail ou a própria divulgação feita em outros meios de comunicação que atraem os clientes para promoções em sites e vendas online.

O cliente passou a consumir informação através de vários meios, e muito além de apenas consumir, também passou a contribuir na produção, fazendo parte de todo o processo. Em seu livro, “A bíblia do marketing digital”, Claudio Torres (2009) diz que o consumidor, quando está conectado a internet, tem basicamente três necessidades: informação, diversão e relacionamento.

Com a grande quantia de informação disponível na internet, é neste meio que a maioria das pessoas busca orientação sobre o que comprar, onde e como. E é também neste meio que as empresas precisam investir para acompanhar os desejos dos consumidores.

Uma enorme audiência de clientes potenciais está na internet buscando informação. O autor (2009) apresenta um dado que dos 90% de internautas que iniciam a navegação pelas ferramentas de busca, apenas 10% acessam os anúncios das empresas, e 80% navegam com base no conteúdo de sites e blogs.

Investir no marketing digital é ter uma opção a mais de comunicação com os clientes, e consequentemente de vendas, em tempos de crise em que as pessoas escolhem ainda mais onde e o que comprar.

No caso dos supermercados que ainda não investiram no marketing digital, mas que já sentiram essa necessidade, é importante buscar informação antes de concretizar o investimento.

O primeiro passo é identificar quem é o público alvo. Sabendo quem são os clientes fica bem mais fácil definir as ações online. Identificado o público alvo, o supermercado passa a planejar onde irá disponibilizar a informação: se irá criar um site, um blog, ou usar as redes sociais. Tudo isso depende de onde estão os seus clientes.

Marketing digital fortalece o relacionamento com o cliente

Você que é proprietário de um supermercado pode se questionar se investir no marketing digital é realmente importante, se já investe em meios tradicionais como rádios ou jornais, ou no próprio estabelecimento. Muito além de importante, é necessário. Pois as pessoas estão cada vez mais atarefadas, e muitas vezes não tem tempo de se deslocar ao espaço físico para conferir as ofertas. Recebendo toda essa informação no email, nas redes sociais ou outro meio pela internet, esse processo será agilizado pelo supermercado.

Além de ofertas, campanhas e promoções, o cliente do supermercado pode se interessar por informação útil, que o oriente sobre alguma receita, compra ou sugestão de produto. O espaço físico não deixará de existir, mas fica com vantagem o supermercado que souber atender as necessidades dos clientes na “era da informação”.

Depois de definir público alvo e estratégias, o supermercado deve fazer a avaliação periódica do que implantou. Mensurar os resultados é uma etapa muito importante. É este o momento de avaliar e conversar com seu público alvo, podendo usar as próprias ferramentas que implantou, se as ações estão gerando a satisfação e atendendo as reais necessidades dos seus clientes.

Não investir em marketing digital, é segundo Cláudio Torres (2009, p. 61), deixar que os consumidores falem da empresa sem que ela própria esteja participando de todo o processo, beneficiando apenas os concorrentes. A internet pode afetar o negócio sem que a empresa queira. O autor lembra que investir em marketing na internet não significa apenas criar um site, um blog ou anunciar com banners. É preciso planejamento para que não ocorra o desperdício de recursos.

É importante que as empresas também entendam que quando se fala em marketing digital, estamos falando de pessoas, suas histórias e seus desejos, e apesar do consumidor ser o mesmo, seu comportamento muda devido às experiências que teve, e é na internet que ele procura atender as suas necessidades.

Fontes: A Bíblia do Marketing Digital de Cláudio Torres (2009) e ASAP

Comentar Clique aqui para deixar seu comentário
Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da DB'links.
Conte-nos sobre suas ideias de projeto, ou diga-nos um olá.