Blog

Produzimos, organizamos e distribuímos conhecimento para o seu negócio obter os melhores resultados da Internet

E-commerce / Marketing Digital 14:30 - 11 de Maio de 2017

E-commerce, loja virtual, carrinho on-line, loja on-line, é tudo igual?

Entender as diferenças destas “ferramentas” é fundamental para que o empresário saiba como investir corretamente nelas.

Inicialmente loja on-line e loja virtual, são sim, a mesma coisa, mas loja on-line ou virtual e e-commerce não são iguais. A loja on-line é apenas o site, a parte da tecnologia da informação e gestão. O e-commerce também inclui o planejamento e as estratégias de marketing, prevendo o crescimento do negócio e a fidelização de clientes.

Em resumo, o comércio eletrônico é a compra e venda de mercadorias ou serviços pela internet, onde as lojas on-line oferecem os produtos e formas de pagamento, também pela internet. O e-commerce é um meio facilitador dos negócios, pois torna o processo de venda fácil, seguro, rápido e transparente, reduzindo tanto os custos para as empresas que atuam neste segmento como para os clientes que tem a opção de pesquisar o produto mais barato, e economizar, sem sair de casa.

E para ficar bem claro, destacamos mais alguns aspectos que diferem o carrinho de compras, a loja on-line e o e-commerce:

Carrinho de compras e loja on-line (ou loja virtual)

O carrinho de compras é o sistema da loja on-line, ou loja virtual. O software de carrinho de compras é um sistema informático usado para permitir que consumidores comprem bens e serviços, e também para que as empresas acompanhem clientes e integrem todos os aspectos do e-commerce em um só dispositivo.

Ao invés de ir ao supermercado e colocar os produtos no carrinho físico, o consumidor seleciona os itens da sua compra para o carrinho on-line e recebe tudo onde quiser, sem sair do seu ambiente. E quando a loja on-line começa a aumentar o tráfego de vendas, se torna um comércio eletrônico, passa da venda semanal para uma venda diária dos produtos.

Na loja on-line o cliente vê um produto que lhe interessa, coloca-o em um cesto de compras virtual, e quando termina sua visita, finaliza a compra fornecendo seus dados para pagamento.

A praticidade da loja on-line, em comparação a loja física, está no fato de evitar seis situações, ao efetuar as compras pela internet:

  1. Mover os produtos das prateleiras para o carrinho de compras;
  2. Do carrinho de compras para a caixa de pagamento;
  3. Da caixa para o carrinho de compras;
  4. Do carrinho de compras para a bagageira;
  5. Da bagageira para cozinha;
  6. Da cozinha para as prateleiras;

O primeiro passo para uma loja on-line é encontrar e disponibilizar um produto que os consumidores tenham dificuldade em encontrar em espaços físicos. Encontrado este produto o próximo passo é fazer um site próprio para e-commerce ou adaptar a um site já existente, para daí sim, começar a vender.

Claro que é preciso levar em conta outras etapas como a logística, formas de pagamento, e a definição de estratégias para atrair e manter os clientes.

E-commerce

Comércio eletrônico é qualquer negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da internet. Abrange uma gama de diferentes tipos de negócios, desde sites destinados a consumidores, a sites de leilões, passando por comércio de bens e serviços entre organizações.

O e-commerce permite que os consumidores transacionem bens e serviços de forma eletrônica sem barreiras de tempo ou distância. O comércio eletrônico registra nos últimos anos um crescimento rápido e a previsão é que continue se expandindo, sendo este um dos fenômenos na internet que mais cresce.

Fontes: Gestor de Conteúdos e Cultura Digital

Comentar Clique aqui para deixar seu comentário
Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da DB'links.
Conte-nos sobre suas ideias de projeto, ou diga-nos um olá.